Carlos Reis na última conferência do ciclo Polibéricos 2021

A última intervenção do ciclo POLIBÉRICOS em 2021 terá como protagonista o Professor Carlos Reis (Universidade de Coimbra), que proferirá a conferência intitulada Figuras e figurações realistas em contexto ibérico. A sessão decorrerá no dia 23 de novembro, pelas 18.00 horas (fuso horário de Portugal), neste link: https://us06web.zoom.us/j/84426652725?pwd=NER2SlljYUJ1Ym9yeXM3TldKUGQ2Zz09

Carlos Reis

Professor catedrático jubilado da Faculdade de Letras de Coimbra, onde lecionou Literatura Portuguesa, Teoria da Literatura, Estudos Queirosianos e Estudos Narrativos Mediáticos. Desde 2012 é coordenador do Centro de Literatura Portuguesa.

Como professor convidado ensinou em diversas universidades estrangeiras, nomeadamente em Salamanca, Wisconsin-Madison (Tinker Visiting Professor), Santiago de Compostela, Massachusetts-Dartmouth (Endowed Chair Professor), Pontifícia Univ. Católica do Rio Grande do Sul, Univ. do Estado Rio de Janeiro e Univ. da Califórnia-Berkeley.

Dirigiu a História Crítica da Literatura Portuguesa (nove vols.; Ed. Verbo). Foi diretor das revistas Discursos (Univ. Aberta) e Leituras (Biblioteca Nacional); é diretor da revista Queirosiana (Fund. Eça de Queirós) e da Revista de Estudos Literários (Centro de Literatura Portugiesa). Publicou mais de 20 livros, em Portugal, Espanha, Alemanha, França e Brasil, dentre os quais: Fundamentos y técnicas del análisis literario (Madrid: Gredos, 1990), Dicionário de Narratologia (com Ana Cristina M. Lopes; Coimbra: Almedina, 1987; Salamanca: Almar, 2002; São Paulo: Ática, 1988), Towards a Semiotics of Ideology (Berlin: Mouton de Gruyter, 1993), O Conhecimento da Literatura (Coimbra: Almedina, 1995), Estudos Queirosianos (Lisboa: Presença, 1999), Pessoas de Livro (Coimbra: Imp. da Univ. de Coimbra, 2015) e Dicionário de Estudos Narrativos (Coimbra: Almedina, 2018). 

Foi diretor da Biblioteca Nacional, presidente da Associação Internacional de Lusitanistas, reitor da Universidade Aberta  e presidente da European Association of Distance Teaching Universities. É membro da Real Academia Española, da Academia das Ciências de Lisboa e da Academia Europaea. Foi galardoado com os prémios Jacinto do Prado Coelho (1996), Eduardo Lourenço (2019) e Vergílio Ferreira (2020). No CLP dirige os projetos Edição Crítica das Obras de Eça de Queirós (18 vols. publicados: Imp. Nacional-Casa da Moeda)  e Figuras da Ficção. 

O ciclo Polibéricos da Catedra de Estudos Ibéricos

O clicloPolibéricos é uma das iniciativas da Cátedra de Estudos Ibéricos da Universidade de Évora, que nasceu com o objetivo de desenvolver o conhecimento científico sobre as relações entre as diferentes culturas da península ibérica. 

Sendo a única cátedra com estas características no espaço peninsular, conta com uma componente de investigação e com outra de promoção e divulgação do conhecimento, através da organização de congressos, colóquios, jornadas, equipas de investigação, publicações, entre outros. 

Sedeada na Universidade de Évora, a Cátedra de Estudos Ibéricos nasce com uma forte vocação de trabalho em rede, criando as bases para a representatividade de todos os âmbitos linguísticos e culturais da península.

A Cátedra conta com o apoio da Junta de Extremadura, através do seu Gabinete de Iniciativas Transfronteiriças, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Alentejo e de El Corte Inglés.

Polibericos