Eco festival Salva a Terra

A partir de 9 de Junho e até dia 12 do mesmo mês, Salvaterra do Extremo, em Idanha-a-Nova, recebe o «Eco festival Salva a Terra», que pretende angariar fundos para o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco (CERAS).

 Além de concertos, o programa será recheado de conferências, percursos interpretativos na natureza, cinema documental, workshops temáticos nas áreas do ambiente, música e danças tradicionais, segundo o divulgado um comunicado.

Organizada pela Quercus e pelo grupo musical Velha Gaiteira, a iniciativa, agora na segunda edição, vai levar as actividades à Aldeia de Salvaterra do Extremo, permitindo desfrutar do «património natural e humano de uma das mais emblemáticas e sensíveis aldeias da Beira Baixa e do Parque Natural do Tejo Internacional», escreve a organização.

A missão do eco festival é a de angariar fundos para o CERAS poder continuar a desenvolver e melhorar o seu trabalho, «através da aquisição melhores meios para recuperar um número crescente de animais selvagens».

O CERAS, a funcionar desde 1999 numa base de trabalho voluntário, já recuperou mais de 1.300 animais selvagens, tendo uma taxa de sucesso superior a 50%.
 

(01-06-2011)

o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco (CERAS)