Economia e emprego

Economia e emprego

O aproveitamento racional dos recursos naturais é a aposta da nova economia da eurorregião, destacando-se os seguintes sectores estratégicos: as energias renováveis, os transportes, os recursos hídricos, as rochas ornamentais e a cortiça, a biotecnologia, o campo, a agro-indústria…

Daí a importante aposta em garantir a sustentabilidade das actividades económicas, a fim de promover a qualidade de vida não só das pessoas originárias da eurorregião, mas também de quem decida trocar o seu meio por estes espaços livres de poluição e degradação urbana e industrial.

O sector energético oferece um grande potencial na EUROACE graças à alta concentração de recursos naturais como o sol, a água ou resíduos florestais e a existência de vastos terrenos despovoados para a criação de infra-estruturas de produção energética. Neste sentido, a implementação para breve do CIER (Centro Internacional de Energias Renováveis), em Badajoz, virá reforçar este sector.

Por outro lado, a sua localização estratégica relativamente aos principais mercados peninsulares e à faixa atlântica e continental europeia fazem da eurorregião um território charneira nas ligações internas da península, potenciando a sua atractividade como destino de investimento e tornando a EUROACE num cenário muito favorável para as exportações.

Comissões sectoriais