Outros organismos de cooperação transfronteiriça na EUROACE

No território das três regiões surgiram diversas dinâmicas transfronteiriças de base local que, estando organizadas de acordo com diferentes tipologias de organismos de cooperação, representam uma contribuição imprescindível para uma articulação harmoniosa entre os territórios do Alentejo, do Centro e da Extremadura.

Outros organismos de cooperação transfronteiriça:

  1. LA RAYA/A RAIA

    La Raya-A Raia é uma associação internacional de cooperação luso-extremenha que tem como finalidade desenvolver a cooperação transfronteiriça como condição fundamental para o desenvolvimento rural das zonas de intervenção dos seus associados.

    Actualmente, a Associação integra Grupos de Acção Local e entidades municipais cujo âmbito de actuação são áreas com carácter fronteiriço, que têm ou tiveram historicamente relações de cooperação no território raiano hispano-luso.

    O território, âmbito de actuação de La Raya-A Raia, ocupa os concelhos extremenhos de Sierra de Gata, Las Hurdes, Valle del Alagón, Tajo-Salor-Almonte, Sierra San Pedro-Los Baldíos, Lácara, Olivença, Sierra Suroeste e, em Portugal, a Beira Interior Sul, mais concretamente o concelho de Idanha-a-Nova. .

    http://www.laraya-araia.org

  2. TRIURBIR

    O TRIURBIR é um Agrupamento Europeu de Interesse Económico, de que fazem parte quatro municípios, dois espanhóis (Cáceres e Plasencia) e dois portugueses (Castelo Branco e Portalegre).

    Em 12 de Maio de 1997, Cáceres, Castelo Branco e Plasencia, três cidades contíguas, juntam-se com a principal finalidade de desenvolver e fortalecer os seus municípios, estabelecendo critérios de cooperação conjunta.

    Em Dezembro de 2007, a Câmara Municipal de Portalegre solicita a sua inclusão, a qual é aprovada por unanimidade e tem lugar em Janeiro de 2008.

    O Agrupamento propõe-se articular os sectores sociais, culturais e económicos das quatro cidades, bem como trabalhar conjuntamente nas áreas da juventude e do turismo. A realização de projectos mútuos de desenvolvimento a nível regional, local e europeu, reforçados através de uma estratégia comum de acesso a projectos europeus e de cooperação transfronteiriça, constitui a base das acções do TRIURBIR.

    www.triurbir.eu

  3. AECT GUADIANA CENTRAL
  4. TERRAS DO GRANDE LAGO- ALQUEVA
  5. AGRUPACIÓN 7X7

    A Rede Transfronteiriça 7 X 7 envolve um total de catorze municípios de ambos os lados da fronteira: Beja, Elvas, Estremoz, Évora, Montemor-o-Novo, Moura e Portalegre, no Alentejo, e Almendralejo, Badajoz, Cáceres, Coria, Mérida, Plasencia e Zafra, na região da Extremadura. A Rede 7 x 7 tem como missão favorecer os interesses económicos e sociais de ambas as regiões fronteiriças para participar em projectos de cooperação, optimizar qualquer projecto ou iniciativa resultante da cooperação transfronteiriça entre os promotores da rede e criar redes entre os municípios participantes..

    http://7x7.cm-evora.pt/

  6. COMUNIDAD DE TRABAJO TAJO INTERNACIONAL
  7. EURORREGIÓN EXTREMALENTEJO

    ExtremAlentejo é um espaço transfronteiriço partilhado por nove municípios (Alburquerque, Arronches, Badajoz, Campomaior, Elvas, Estremoz,  La Codosera, Olivença, Portalegre) com uma população de cerca de 260 000 habitantes. Os Ayuntamientos e Câmaras desses municípios colocaram em 2008 a necessidade de adoptar, no âmbito das respectivas competências, uma estratégia territorial conjunta que permita um desenvolvimento harmónico e a criação de um espaço sem fronteira hispano-portuguesa. Um território caracterizado pela centralidade de Badajoz, cidade dotada de infra-estruturas e serviços qualificados, e que deve trabalhar em conjunto para colocar estas vantagens comparativas ao serviço de todos os seus cidadãos, independentemente do lado da Raia em que se situem. ExtrmemAlentejo tem como objectivo ampliar e aprofundar o conhecimento mútuo, aumentar a competitividade das empresas do território e equilibrar e tirar o máximo partido das dinâmicas próprias das cidades.